Segurança e privacidade

5 diferenças principais entre backup e arquivo

Iron Mountain Brasil

Escritor

Backup e arquivo: duas palavras que são frequentemente utilizadas, mas com significados diferentes.

Embora ambas as tecnologias ofereçam suporte ao armazenamento primário de dados, existem diferenças importantes entre elas. Um backup é uma cópia de seus dados atuais que você usa para restaurar os dados originais se eles forem danificados. Um arquivo é um dado histórico que você deve manter por motivos de retenção de longo prazo, como conformidade.

Conheça as quatro principais diferenças entre backup e arquivo:

 1. Valor financeiro: Classificar dados em camadas e os guarda por meio do arquivamento é mais econômico do que o backup. Por isso que muitas empresas optam por usar a fita para armazenamento de dados. Embora o disco e a nuvem consiga informações rápidas por meio de backups, a fita é um método de manter os documentos que você precisa manter para fins de retenção, litígio ou negócios.

 2. Backup e arquivo resolvem problemas diferentes

Backup: é uma cópia dos seus dados ativos e inativos, que podem residir ainda no próprio sistema de armazenamento de produção. Isso significa que se o seu sistema de backup enfrenta uma grande perda de dados, você pode continuar as operações normais.

Arquivo: assoluções de arquivamento costumam ser usadas para reter dados inativos por longos períodos. Os arquivos são otimizados para armazenamento de  baixo custo. Isso significa que uma perda ou corrupção de um sistema de arquivo provavelmente resultará na perda permanente de informações de produção.

3. Os sistemas oferecem diferentes níveis de acesso com base no uso

Backup: Normalmente usado para recuperações rápidas e em grande escala. Os aplicativos de backup podem ser usados ​​para proteger aplicativos e arquivos do sistema operacional, além de objetos de dados individuais. É melhor para recuperar aplicativos ou sistemas completos.

Arquivo: Projetado para armazenar dados individuais, como mensagens de e-mail, arquivos e bancos de dados, junto com seus metadados, oferecendo acesso rápido e específico. Com ele é fácil encontrar aquele e-mail de cinco anos atrás. No entanto, os arquivos contêm apenas um subconjunto dos dados de sua empresa.

4. Recuperação de desastres:

-Backup: A recuperação de desastres está ligada ao backup. Os profissionais de TI normalmente executam trabalhos de backup para proteger suas informações e um processo separado para mover seus dados para fora do local para fins de recuperação de desastres. Criando um processo refinado de proteção de dados.

-Arquivar: Manter a recuperação de desastres do sistema de arquivamento pode ser difícil e caro. As organizações geralmente são forçadas a adquirir soluções de gestão idênticas, porque a maioria das implementações de replicação é proprietária. A capacidade de reverter dados para pontos de restauração e gerenciar o uso da largura de banda varia, dependendo do sistema usado.

14 março 2021

Compartilhe

facebook linkedin

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Segurança e privacidade

Destruição de documentos e ativos de forma segura: como fazer?

É impossível medir o tamanho do dano quando informações sigilosas da sua empresa caem nas mãos erradas. Saiba c […]

Armazenamento e logística

4 dicas para uma gestão de documentos mais segura

Fazer a []

Insights

Cloud Storage: tecnologia e inovação para armazenamento em nuvem

Armazenamento integrado em diversos formatos, com ferramentas que possibilitam acelerar o processo de transformaçã […]